DESTAQUES

Postagens em Destaque

sexta-feira, 21 de junho de 2024

COMBATER O MAL DE SI MESMO



O pensamento bom, quem dá?

A natureza.

Então, quem governa?

É a natureza.

Todos são governados pela natureza.

Agora, quem conhece a natureza e conhece a si mesmo, sabe combater o mal.

Vem um pensamento mau, começa a pensar mal, então diz:

"É... você quer me governar.



Eu já sofri muito, não quero sofrer mais; faz o favor de se retirar."

E ele se retira.

Porque a pessoa se conhece, sabe que é comandado e governado pela natureza.

Então, combate o mal de si mesmo, por ser consciente e diz:

"-Chega para lá meu filho, eu te conheço!

Fica você me dando essas idéias negativas, idéias cabeludas.

Chega para lá, vai passear, desapareça, que eu te conheço muito bem."

E pronto, o pensamento mau desaparece.

E assim, o poder natural da natureza é que governa todos os seus feitos, é que regula todos os seus feitos ou desregula.

E todos os feitos são joguetes naturais da natureza e são comandados e orientados por ela.

Assim como tem as plantas venenosas e as árvores venenosas, também tem criaturas completamente venenosas, avessas por completo ao bem, igualmente a um vegetal venenoso.

Assim, tem criaturas que são completamente venenosas, igualmente a um veneno vegetal ou animal da natureza.

Assim como tem plantas ruins e boas, tem criaturas ruins e boas, porque tudo são feitos naturais da natureza.

Então, tem pessoas completamente venenosas, porque não aceitam o bem de forma alguma, porque são venenosos, como um vegetal qualquer venenoso.

Assim como tem vegetais venenosos, assim tem também criaturas idênticas.

Esses assim se destroem em pouco tempo, porque o mal por si mesmo se destrói.

Já é o natural de sua própria formação venenosa.

Então, tem criaturas venenosas de ambos os sexos.

São criaturas formadas como um vegetal venenoso, completamente venenosas.

Então, esses e essas assim, são destruídos pelo seu próprio veneno, porque é contra o bem.

Não aceita o bem.

Sim, que o veneno, o natural do veneno, é veneno.

O veneno não aceita o bem.

O natural dele é de envenenar.

E a mesma coisa como uma árvore de espinhos, só dá espinhos e às vezes espinhos venenosos.

E assim, tem seres humanos nas mesmas condições, com uma natureza de uma árvore de espinhos.

Esses assim, também têm pouca duração, porque o espinho é mau, nasceu para espetar.

E assim, tem criaturas nas mesmas condições.

Só têm feitio de gente, mas o pensamento é avesso a tudo que é bom.

E de forma, como existem vegetais de uma infinidade de espécie.

Por isso, uns dão para monstros, outros para perversos, outros para sádicos, outros procedendo como selvagens, outros como carrascos, outros com duas e três personalidades.

Assim como são os vegetais, são as criaturas.

Tem as flores venenosas, tem as flores malcheirosas, e assim são as criaturas, também tem as criaturas, como também tem criaturas boníssimas, dóceis, criaturas boníssimas.

Tem o vegetal bom, tem o vegetal ruim.

Criaturas boas, criaturas ruins.

Mas já e de formação natural.

Por a natureza ser deformada é que houve toda essa desigualdade nessa deformação.

Numa deformação tudo é diferente.

E de forma que as aparências enganam muito.

É preciso que a pessoa conheça a vida e a natureza para não se deixar levar por coisa alguma, pelas primeiras impressões.

As aparências iludem, porque tem pessoas que têm duas, três personalidades.

Por isso existem os sádicos, os vampiros, e uma infinidade de irregularidades sobre a natureza, por se tratar de uma degeneração e deformação Racional.

E de forma que ninguém pode se julgar igual, porque todos são diferentes e tudo é diferente.

Os sentimentos, os procedimentos, os atos, cada qual tem o seu.

Uns bons e outros maus; uns procedem bem e outros procedem mal.

Todos são diferentes.

( 2° Tréplica, Universo em Desencanto)



TRECHOS RACIONAIS! APOTEOSE

TRECHOS RACIONAIS!  "E assim, na apoteose do bem-fazer Racional, o inunizado encontrará todas as soluções rápidas para o que for necess...