DESTAQUES

Postagens em Destaque

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

O QUE É DESENCANTO


O QUE É DESENCANTO 


Há viventes que lêem UNIVERSO EM DESENCANTO e não sabem o que quer dizer, porque se soubessem o que quer dizer a palavra desencanto, diriam que nesta Obra estão as soluções do mundo. 

Desencantou-se, salvou-se, porque no desencanto estão as soluções do mundo. Por serem muito atrasados é que lêem UNIVERSO EM DESENCANTO e não sabem o que quer dizer. Uma palavra tão comum e tão simples! 

Uma escrituração feita pelos encantados aí desse mundo é uma coisa e uma escrituração feita em sentido diferente é outra. Os encantados não compreendem e começam a fazer confusões dizendo muitas vezes ou pensando que é um modo esquisito. É esquisito sim, porque é redígio do desencanto, feito completamente diferente do que conhecem aí no mundo encantado. Se fosse uma escrituração feita à moda ou jeito dos encantados, a interpretariam muito bem e a compreenderiam ainda melhor. Mas por ser do desencanto e escrita para desencantar, é que não entendem a princípio. 

Olhem bem! Desencanto é uma coisa que não conheciam, estão conhecendo agora. Encanto conhecem muito bem, porque são encantados. Vejam que tem que haver uma grande diferença no modo de escrever e no redígio dos assuntos. Desencanto não se pode escrever um assunto só, de princípio a fim; tem que ser pedaços de assuntos entremeados com outros, e com o seguimento, sai a finalidade de todos.

Por ser desencanto tem que descrever um assunto, parar esse assunto começar outro, parar este e começar um novo, para deste, pular para outro, e com a continuação da Escrituração, completar o seguimento dos assuntos até o seu final. Isto é que se chama desencanto. Agora, o que é aí do encanto é completamente diferente. 

O modo de falar e o modo de escrever do encanto é um; e o modo do desencanto é outro. Por não conhecerem isto, é que acham nesta Obra um modo esquisito. Mas se conhecessem, compreenderiam o redígio do desencanto, que só vão entendendo conforme vão lendo e sabendo o porquê disto. 

Estas repetições são necessárias porque há viventes que se lhes precisam explicar essas coisas, de diversas maneiras, por serem rudes demais. E há outros que não, porque fazem logo a diferença e compreendem o desencanto como sendo completamente diferente do encanto. O vivente, quando não entende, deve ficar quieto até ser esclarecido, e não fazer confusões, por não saber interpretar como 
deve. 

E assim, averiguando essas coisas para endireitar essas andorinhas, pois há viventes que lêem tal qual um papagaio. Acabam de ler e não sabem o que leram. Há pessoas que acabam de ler e perguntadas sobre o que leram, nada sabem. São papagaios que falam uma porção de coisas e quando acabam de falar, nada sabem. Viventes que lêem sem atenção. Porque o vivente que presta atenção no que lê, a qualquer hora sabe contar sobre o que leu. E só tiram proveito desta leitura os que sabem, os que prestam atenção na leitura, os que têm conhecimentos para contar trechos desta Obra, porque os que não sabem, não podem tirar proveito algum. O vivente deve ter força de vontade e capricho para resolver tudo aquilo que esta Obra lhe ensina, com precisão e proveito.

Mas muitos interpretam diferente; lêem porque a ordem é ler, mas não dão a atenção necessária, e quando acabam de ler nada sabem e se vão querer explicar alguma coisa, se embaraçam todos. 

Não há necessidade de guardarem tudo. Mas sim, os trechos mais importantes, mais definidos, bem claros e esclarecidos, para atingirem o bem dado pela IMUNIZAÇÃO RACIONAL. 

Quando se trata de uma base como esta, Racional, tudo sempre de bem para melhor, multiplicando-se sempre, culminantemente, tudo que é bom, tudo que é belo, tudo que é agradável. É um tesouro dos tesouros, para quem recebe as graças do RACIONAL SUPERIOR. 

Todos que recebem as graças do RACIONAL SUPERIOR têm um tesouro dos tesouros. Todos que pertencem ao RACIONAL SUPERIOR têm o tesouro dos tesouros. 

Todos que são consagrados pelo RACIONAL SUPERIOR, possuem o tesouro dos tesouros. Ao passo que aqueles que recebem as graças do povo da baixa atmosfera, não são consagrados, recebem as influências espirituais, que não deixam de ser um pequenino tesouro. 

E por isso, há grande confusão entre os povos, confundindo o RACIONAL SUPERIOR com os seres da baixa atmosfera. A baixa atmosfera é esse vácuo imenso que fica entre o sol e a Terra. Esses habitantes que habitam esse vácuo, é que são o povo da baixa atmosfera. 

A PLANÍCIE RACIONAL fica muito acima do sol, da lua e das estrelas. Muito mais distante do que daí da Terra ao sol.


( 1Volume da Obra UNIVERSO EM DESENCANTO, autor RACIONAL SUPERIOR)



TRECHOS RACIONAIS! DETALHES MINUCIOSOS DA NATUREZA RACIONAL

TRECHOS RACIONAIS!  "A vida continuará nessa lama, até que todos estejam de posse da Escrituração Racional, para que todos imunizem-se....